segunda-feira, 24 de outubro de 2011

ACABA NÃO, MUNDO


Lançamento do livro de crônicas: "Acaba não, mundo", no Rio, em 22/10/2011. Foi uma noite deliciosa — todos concordam. O responsável por este comentário unânime é Eduardo Loureiro Jr., que me surpreendeu com uma perfeição de detalhes nunca vista em uma pré-produção, esmeradamente bem cuidada. Trinta autores do site Crônica do Dia estão neste livro; como eu tive a alegria de escrever a primeiríssima crônica, coerentemente fui a primeira a chegar... (morar longe tem dessas vantagens: como nunca se sabe se a estrada vai estar congestionada ou não, o jeito é sair muito mais cedo e chegar antes da hora nos eventos; mas é ótimo, fica-se mais tempo nos lugares, e curte-se desde o comecinho o local e as pessoas). 

Alguns dos autores eu já conhecia, como a Letti (belíssima, como sempre) e a Carla Cíntia. Outros, inclusive o próprio Eduardo, conheci no dia — encontro esperado há muitos anos. Entre meus convidados estavam Leninha, da equipe de Blocos, amiga especialíssima que se deslocou de Brasília para comparecer ao evento, o cineasta Francisco Malta, que, junto com Cláudia Letti, aniversariava naquela noite e teve a gentileza de comemorar comigo (prazer enorme) e Rogel Samuel, também colaborador de Blocos, nosso colunista tão querido e um dos grandes incentivadores da minha vida acadêmica na UFRJ. Obrigada de coração a este trio de ouro, foi muito importante para mim a presença dos três. Saí antes do término do lançamento com o local fervilhando de gente — era a Lapa em todo o seu esplendor. Beleza de noite!

Aqui vão duas fotos: a primeira, tirada por Leninha. 


E a segunda é a do nosso livro, lógico, que está incrível, produção gráfica de altíssima qualidade.  


A capa escolhida pelos internautas é de Sara Setter e a apresentação de Cláudia Letti. São 83 crônicas das 3.239 publicadas no Crônica do Dia, desde julho de 1998. E eu não podia esquecer o botton feito pelo Maurício Cintrão para cada um dos autores do livro, uma graça de trabalho artesanal. Disse-me ele, por e-mail, que era uma forma de comparecer e estar presente nos diversos lançamentos do livro em várias capitais. Todos esses pormenores juntos em um único volume fizeram a diferença.

Eduardo, zilhões de parabéns, meu amigo. Só espero que nosso mundo acabe, diariamente e sempre, em festa, alegria e risos, como acabou neste sábado.